21 dicas para fazer crescer a sua lista de emails

Olá, tudo bem?

Ter uma lista de emails responsiva, que tenha interesse no que você está comunicando é muito importante. Porém, antes disso, é preciso ter uma lista de emails. Você já deve saber que comprar emails não é uma estratégia muito eficiente. Isso porque, as boas práticas do email marketing demandam que você crie uma lista com pessoas realmente interessadas em seu produto ou serviço.

Para criar uma base de emails de PESSOAS QUE QUEREM RECEBER SUAS MENSAGENS, não é tarefa fácil. Mas, a E-goi, uma das maiores e melhores plataformas de email marketing, elaborou uma lista com 22 dicas para criar ou aumentar sua base de emails.

Dicas simples, mas muito úteis para dar um up na sua lista.

“Quero fazer e-mail marketing, mas tenho uma base de dados muito pequena. Como posso fazê-la crescer?”

Não há uma resposta mágica, mas a chave está sempre em promover a cadastro na sua newsletter. E para isso aqui deixamos 22 dicas para isso:

1) Comece pelos seus instrumentos de contato comercial direto. Assegure-se de que o seu cartão de visita (bem como o de todos os seus colaboradores) inclui uma frase que estimule o cadastro em sua newsletter.

2) Estimule a sua equipe comercial a obter autorização dos contatos telefônicos para os cadastrar na newsletter. Ofereça uma recompensa por cada e-mail válido captado, desde que com a permissão desses contatos.

3) Coloque na assinatura de todos os seus e-mails (e no de todos os seus colaboradores) um link de cadastro na sua newsletter.

4) Insira um link bem visível para cadastro na newsletter em todas as páginas do seu site. Considere também fazer aparecer automaticamente um convite ao cadastro (em um popup, por exemplo).

5) Dê algo de valor aos seus visitantes em troca do cadastro. Por exemplo, ofereça um material interessante em PDF no seu site apenas a quem se cadastrar na newsletter. Os autoresponders do E-goi são ideais para esta função.

6) Anuncie no site promoções e descontos exclusivos para os visitantes que se inscreveram na newsletter.

7) Quando alguém sair do seu site, considere a possibilidade de fazer aparecer automaticamente, uma janela para relembrar sobre os benefícios do cadastro na newsletter.

8) Inclua um botão “enviar a um amigo” em todas as páginas do site para potenciar o boca-a-boca e trazer mais visitas.

9) Use o SEO para que seu site esteja bem posicionado nos motores de busca. Quanto mais visitas, mais possíveis cadastrados.

10) Não se esqueça dos canais offline, como feiras e eventos. Leve sempre fichas de cadastro e incentive os visitantes do seu stand a preenchê-las para receberem informações sobre a sua empresa mais tarde.

11) Durante o evento, sempre que alguém lhe deixar um cartão, pergunte à pessoa se você pode cadastrar na sua newsletter para ficar informada sobre a sua empresa. Depois do evento, insira em sua base os cartões coletados ou trocados.

12) Promova o seu próprio evento. Pode ser a inauguração de uma nova loja, um workshop, uma exposição, etc. É ótimo para reunir os seus clientes, amigos e aproveitar para incentivar o cadastro na sua newsletter.

13) Tem uma base de dados de clientes com muitos endereços, mas muito poucos e-mails? Que tal enviar uma carta a oferecer um brinde caso se inscrevam na newsletter?

14) Faça uma parceria com associações empresariais com o objetivo de promover a sua empresa (e convidar à cadastro na newsletter) utilizando as respectivas bases de dados de associados.

15) Faça uma parceria com uma empresa não-concorrente para que as newsletters de ambas tenham um espaço onde possam promover-se mutuamente. Por exemplo, reserve para sua empresa um espaço promocional na e-news dessa empresa com um convite ao cadastro na sua própria newsletter. A outra empresa fará o mesmo.

16) Em cada newsletter enviada, não se esqueça de desenhar um botão bem grande e chamativo com a mensagem “Enviar a um amigo”. Use os códigos do E-goi para transformar esse botão num link de recomendação.

17) Ofereça um desconto ou um presente a cada inscrito que recomende a newsletter e consiga que 10 amigos se inscrevam.

18) Trabalhe a criação de uma comunidade interessada na sua empresa. Use, por exemplo, o Facebook ou o Ning para criar rapidamente uma comunidade online.

19) Depois de criar a sua rede no Facebook, tente trazer o maior número possível de seguidores. Para isso, coloque regularmente informações no seu perfil que sejam suficientemente interessantes para que os seus seguidores as transmitam logo a outras pessoas. Sempre que possível, inclua nessas informações o link de cadastro na newsletter.

20) Personalize a sua própria página do Facebook com um formulário de cadastro  na sua newsletter usando um aplicativo, por exemplo.

21) Por último, já que falamos de redes sociais, não se esqueça do Twitter. Abra uma conta nesta rede social e sempre que enviar uma newsletter faça também um tweet com o link respectivo.

Wow! Quantas ideias!

Agora, avalie todas as possibilidades e mãos à obra! A cada dia tinho visto crescer a força do e-mail marketing. Aos que duvidam deste canal, lembre-se que muitas empresas estão na era do ‘spam-marketing’. Enviam apenas propaganda e se esquecem de informações úteis aos inscritos. Entregue mais que propaganda, use sua base de emails para gerar relacionamento e mais clientes.

Recommended Posts
Showing 3 comments
pingbacks / trackbacks
  • […] Sim, terá que começar do zero, mas uma casa não se constrói pelo telhado, muito menos com telhas partidas. Nenhum fornecedor de e-mail marketing que se preze vai vender uma lista de e-mails (ou, ainda pior, a lista de e-mails dos próprios clientes deles – fuja disso como diabo da cruz!). Outras soluções mágicas (como co-marketing ou bases de dados para alugar) periclitam na corda-bamba da lei e raramente dão os resultados pretendidos. É verdadeiramente fundamental fazer tudo certinho a partir do zero. Estas nossas dicas podem ajudar. […]

  • […] Sim, terá de começar do zero, mas uma casa não se constrói pelo telhado, muito menos com telhas partidas. Nenhum fornecedor de email marketing que se preze lhe vai vender uma lista de emails (ou, ainda pior, a lista de emails dos próprios clientes deles – fuja disso a sete pés!). Outras soluções mágicas (como co-marketing ou bases de dados para alugar) periclitam na corda-bamba da lei e raramente dão os resultados pretendidos. É verdadeiramente fundamental fazer tudo certinho a partir do zero. Estas nossas dicas podem ajudar. […]

  • […] Sim, terá que começar do zero, mas uma casa não se constrói pelo telhado, muito menos com telhas partidas. Nenhum fornecedor de email marketing que se preze vai vender uma lista de emails (ou, ainda pior, a lista de emails dos próprios clientes deles – fuja disso como diabo da cruz!). Outras soluções mágicas (como co-marketing ou bases de dados para alugar) periclitam na corda-bamba da lei e raramente dão os resultados pretendidos. É verdadeiramente fundamental fazer tudo certinho a partir do zero. Estas nossas dicas podem ajudar. […]

Deixei um comentário