Crie seu emprego e seja tudo o que você quiser ser

Empreendedorismo | Nenhum comentário

Você já viu pela internet algo com a hashtag Crie Seu Emprego (#CrieSeuEmprego)?! Lembro que quando era mais nova e estava no ensino médio, conversava com meus pais sobre profissões e eles me diziam:

“Filha, você pode ser o que você quiser. Mas o que estava nas entrelinhas é que isso era aceito desde que o que você queira seja ser advogada, médica, etc.”

Lembrei disso há alguns dias quando estava gravando algumas aulas para os meus treinamentos e pensei: Caramba! Quando eu imaginaria que eu me tornaria uma professora de marketing no Facebook.

Depois que me dei conta que não me tornei uma engenheira, coisa que a minha família toda sonhava, decidi pegar meu celular e gravar um vídeo para os meus sobrinhos. O nome desse vídeo foi: Crise seu emprego.

A ideia por trás do vídeo, que acabou sendo compartilhado por várias pessoas, era de mostrar que eles realmente podem ser o que eles quiserem.

Qual o sentido do Crie seu Emprego?

crie seu emprego

Hoje com a internet, nós jovens, temos uma oportunidade única: de ser literalmente o que quisermos ser. Você já imaginou que hoje existem as profissões de: youtubers, blogueiros, snapchaters, gamers, podcasters? Várias pessoas usam as novas mídias para criar suas profissões.

Isso só prova que hoje, mais do que nunca, você pode ser o que você quiser!

Lembro que no vídeo, falei para meus sobrinhos:

“Olha, vocês podem seguir carreiras tradicionais, mas quero dar um o alerta para vocês de que existem outros caminhos, que acabamos não vendo na escola e nem na faculdade. Há possibilidade de desenvolver nossos talentos e fazer o que realmente gostamos, e ainda sermos pagos para isso”.

A partir da iniciativa #CrieSeuEmprego, recebo notícia de várias pessoas que se inspiraram e hoje possuem suas agências de marketing digital ou seus próprios negócios baseados na possibilidade de que a internet e as novas tecnologias permitem. Você pode criar o seu emprego, a sua profissão, mesmo que ela não exista, assim como eu fiz.

Depois que essa iniciativa entrou no ar e várias pessoas começaram a aderir, muitos começaram a entrar em contato comigo perguntando: “Camila, para quem está a fim de não entrar em uma carreira tradicional e começar a abrir um negócio fazendo o que gosta, qual a dica que você daria?”

A principal dica que eu daria para você é: Estude inglês. Essa é a principal dica para que você possa fazer o que você quiser fazer.

Porque acredito nisso?

Hoje em dia, boa parte dos conteúdos da internet estão em inglês. Temos acesso à muitos conteúdos em primeira mão, mas as primeiras fontes acabam sendo em inglês. O que eu acredito que você precisa investir, sendo você um gamer, um youtuber, um blogueiro, é no ensino da língua inglesa.

Mesmo se você for um engenheiro ou advogado, saber inglês também vai abrir muitas portas para você. E antes que você fale que não tem dinheiro para isso, lembre-se que a internet abre muitas portas para você aprender, existem cursos online gratuitos. Ou seja: não é desculpa.

Assista ao vídeo:

Continue aqui no Blog!

Para você, o que é ter coragem? Escrevi um post sobre isso. Confira:

O QUE É TER CORAGEM E QUAL A IMPORTÂNCIA DELA PARA VOCÊ?

QUER MAIS?

Já imaginou ter mais informações exclusivas e totalmente gratuitas sobre esse assunto?

É só baixar AGORA o material abaixo, aplicar no seu negócio e bombar as suas redes sociais.

Aprofunde os seus conhecimentos com o meu material que é 100% gratuito. Baixe já:

E-book Gratuito

Um bom empreendedor começa com boas referências.

Separei neste e-book as 10 mulheres que mais me inspiram. Baixe e inspire-se com essas história de sucesso. Baixe grátis.





Tags:
  • 10 mulheres
  • crie seu emprego

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Como planejo e organizo meu conteúdo para este ano?

AO VIVO: DIA 18 DE FEVEREIRO ÀS 20H
Vai rolar o webinário Conteúdo nas Mídias Sociais: A minha estratégia para 2019.

Como planejo e organizo meu conteúdo para este ano?