Facebook humaniza o EdgeRank e pergunta o que é mais relevante para o usuário na rede

Facebook | 8 Comentários

Uma novidade acabou de aparecer para mim aqui no Facebook. Agora, ao invés de determinar o que é relevante no meu Feed de Notícias apenas pelo EdgeRank, o Facebook resolveu perguntar. É o que acredito que esteja acontecendo e para isso que esta nova ferramenta foi disponibilizada.

O Facebook exibiu esta publicação, logo abaixo dos anúncios, perguntando se a página “Não pode rir” que curto no Facebook era realmente interessante para mim. A partir da minha opinião, ela pode aparecer mais ou menos no meu Feed.

 

Aparentemente, após várias críticas ao EdgeRank, uma das mais contundentes a de Eli Parsier em sua apresentação “Os Filtros Bolha”. Também chamei a atenção para os critérios de definição do EdgeRank do Facebook no texto “A desvalorização dos observadores e a valorização dos compartilhadores”. O Facebook dá um toque “humano” ao seu algoritmo, mostrando o conteúdo que realmente o fã quer ver, não o que ele determina a partir do nosso comportamento na rede.

Tags:
  • conteudo facebook
  • curso facebook
  • edgerank
  • facebook
  • novidades

8 Comentários

  1. Interessante mesmo. Mas até onde entendi, o “Os Filtros da Bolha” do Eli Parsier nem comentava tanto da questão do Edge Rank apenas, porque a “bolha” pode ser criado por nós mesmos no momento em que a gente escolhe quem seguir ou não seguir determinadas pessoas.

    Mas realmente, acho que é um passo interessante para tornar o nosso feed mais confiável, ou pelo menos mais transparente.

    1. O Eli cita o EdgeRank e como ele se apropria do comportamento dos usuários na hora de exibir as informações no Feed de Notícia das pessoas. Ele critica justamente essas ferramentas, como a personalização das buscas e o EdgeRank por, a partir do que eles consideram que seja relevante para o usuário, a partir do seu comportamento, ter prioridade de exibição.

  2. Interessante mesmo. Mas até onde entendi, o “Os Filtros da Bolha” do Eli Parsier nem comentava tanto da questão do Edge Rank apenas, porque a “bolha” pode ser criado por nós mesmos no momento em que a gente escolhe quem seguir ou não seguir determinadas pessoas.

    Mas realmente, acho que é um passo interessante para tornar o nosso feed mais confiável, ou pelo menos mais transparente.

    1. O Eli cita o EdgeRank e como ele se apropria do comportamento dos usuários na hora de exibir as informações no Feed de Notícia das pessoas. Ele critica justamente essas ferramentas, como a personalização das buscas e o EdgeRank por, a partir do que eles consideram que seja relevante para o usuário, a partir do seu comportamento, ter prioridade de exibição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.