Like Building e as Notas do Facebook

Facebook | 4 Comentários

Os blogs são o caminho tradicional para empresas que usam a produção de conteúdo como uma de suas estratégias de marketing digital. Os blogs corporativos ajudam – e muito – no ranqueamento no Google e no branding da sua empresa, desde que usados corretamente. Por corretamente leia-se: com conteúdo original e de qualidade, sem propaganda “descarada”, técnicas de produção de conteúdo, troca de links e participação nas mídias sociais, por exemplo.

Notas e conteúdo

Ter um blog parece ser a melhor alternativa para usar o conteúdo ao seu favor. Entretanto, o Facebook pode ser uma saída para quem quer sair do tradicional blog corporativo e publicar conteúdo dentro da rede social. As Notas do Facebook são um recurso pouco usado, mas que podem ser usadas na publicação de conteúdo.

Vantagens

Obviamente, elas não possuem os mesmos recursos de um blog hospedado no WordPress, por exemplo, mas com elas é possível ter seu conteúdo indexado no Google, economizar com o pagamento de uma hospedagem, domínio ou layout de um blog e, o melhor, melhorar o seu “Like building” (além de poder incrementar seu link building, é possível ter seu conteúdo curtido e comentado dentro do próprio Facebook).

Cuidados

Nossa! Usar as notas do Facebook como alternativa ao blog corporativo, economizar com o pagamento de domínio e hospedagem, ter seu conteúdo curtido e espalhado “de forma viral” (cuidado com isso!) pela web parece ser o máximo. Vou fazer isso agora! Oh wait.

Sabe aquele ditado: “não coloque todos os ovos na mesma cesta”? Antes de jogar tudo para o alto, lembre-se de planejar e avaliar se é possível publicar seu conteúdo Facebook. Antes de fechar as portas do seu blog, pense:

  • Sua empresa já tem uma página lá? (se tiver um perfil mude agora)
  • Seus clientes estão lá?
  • Eles costumam interagir com sua marca?
  • Seu blog possui um bom número de visitas que geram acessos ao seu site?
  • O Facebook gera o mesmo número ou mais visitas ao seu site?
  • Seu blog possui um bom ranqueamento e muitos dos seus clientes chegam a você pelo blog?

A partir de algumas perguntas simples você pode saber se é uma boa ideia ou não migrar para o Facebook. Além destes pontos, um questionamento muito oportuno feito pela Priscila Muniz acerca do cuidado que devemos ter ao pensar que as redes sociais do momento vão durar para sempre e por isso devemos apostar tudo nelas, é uma das coisas mais importantes a se pensar.

Riscos

Apesar de incentivar o uso das Notas, gosto de chamar a atenção para os riscos inerentes a qualquer atividade online. Legal, você deletou seu blog e migrou para o Facebook. Porém, a rede social “saiu de moda” (vide MySpace) ou sua página foi deletada por infringir alguma regra. E agora? E o seu conteúdo? E o seu Like Building? Por este motivo, planejamento e saber onde você está colocando seus ovos é fundamental.

Ctrl C + Ctrl V?

Se você decidir usar tanto o blog quanto as Notas do Facebook para divulgar seu conteúdo, saiba que se você simplesmente replicar o conteúdo feito no blog nas Notas ou vice-versa, o Google pode interpretar como cópia e penalizar sua empresa. O ideal seria, como sempre, produzir conteúdo diferente, mas isso não é fácil. Por isso, coloque nas Notas pelo menos o link do seu blog como fonte, assim o Google lê que há um link de fonte para outra página e não interpreta como uma cópia maldosa.

Para saber mais sobre o assunto, acesse ótimo este artigo da MestreSEO.

Até a próxima!

VOCÊ PODE GOSTAR...
VOCÊ PODE GOSTAR...
VOCÊ PODE GOSTAR...
VOCÊ PODE GOSTAR...
VOCÊ PODE GOSTAR...
VOCÊ PODE GOSTAR...

Pesquise no blog

VOCÊ PODE GOSTAR...

4 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.